sábado, 27 de outubro de 2012

Divulgação do livro "De Parnaíba às Lavras do Funil" na mídia

De longa data, a mídia lavrense sempre contribuiu para a publicação e divulgação de informações sobre o passado local. Nesta última semana, fiquei muito agradecido pelo espaço disponibilizado por vários órgãos de comunicação, a citar os sites "O Corvo-Veloz", "Lavras 24 horas" e os jornais "A Gazeta" e "Tribuna de Lavras".
Gostaria de registrar um agradecimento especial às equipes destes órgãos, com destaque aos jornalistas Raquel Campos, Sebastião Filho e Marco Aurélio Bissoli.



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Contagem regressiva para os 300 anos de Lavras

Lançamento de novo livro sobre a História de Lavras inaugura a contagem regressiva para os 300 anos da cidade
Desde os primeiros trabalhos publicados sobre a História de Lavras, há pouco mais de um século, nossos historiadores tentaram responder quem eram, por que e quando vieram os primeiros habitantes a povoar a região. Destas três perguntas, apenas a primeira apresenta uma resposta unânime, pois foi a família do paulista Francisco Bueno da Fonseca a primeira a se estabelecer aqui. Do motivo de sua vinda, dizia-se que foi pela busca de ouro e quanto à data, as fontes falavam em 1720 ou 1729.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Bi Moreira, Memória Secular


Em comemoração ao centenário de nascimento do ilustre lavrense Sílvio Amaral Moreira, o Bi-Moreira, a Prefeitura Municipal de Lavras por meio da Secretaria M. de Educação e Cultura, lançou, nessa quinta-feira, 31 de maio, “Memória em Ação”, trabalho a ser desenvolvido pelas escolas do município com objetivo de conhecer e preservar o legado do homem e historiador Bi-Moreira. O trabalho, que constará de pesquisas e estudos sobre sua vida e obra, terá culminância no Projeto de Leitura 2012, primeira quinzena de setembro, quando todas as escola do município farão a exposição de seus trabalhos.
Fonte: http://www.lavras.mg.gov.br/?p=7274.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Livro: Caminhos para Desenvolver Potencial e Talento


Caminhos para Desenvolver Potencial e Talento (Coletânea “Maioridade”, CEDET 18 anos), de Zenita Guenther, publicado pela editora UFLA. Esse volume tem a intenção de celebrar a entrada do CEDET na sua maioridade. Não reproduz o conteúdo da Coleção Debutante – pois a adolescência termina aqui – mas introduz novos ângulos do conhecimento básico, atualiza e aprofunda as informações e observações pertinentes ao nosso estilo de trabalho educativo. O diferencial está na sistematização da metodologia “Caminhos para Desenvolver Potencial e Talento” – CEDET (aproveitando a sigla!), marcando também o inicio da revalidação do instrumental de identificação. Esperamos que esse material de estudo leve subsídios ao trabalho dos CEDETs que continuam a nascer e a crescer, buscando intervenção educativa para desenvolver o potencial e encaminhar os talentos de nossos escolares. Por essa razão, este livro é dedicado às equipes dos CEDETs e a todos que trabalham e se esforçam para desenvolver com nossas crianças mais capazes um processo educativo do qual possamos nos orgulhar sem constrangimento.

Adquira através da ASPAT: telefone: (35) 3822-3033.

Livro: Crianças dotadas e talentosas – Não as deixe esperar mais!




Crianças dotadas e talentosas – Não as deixe esperar mais!, de Zenita Guenther, editado pela LTC. De acordo com a educadora “esse é um livro para os professores das escolas, na esperança de que eles encontrem aqui mais que uma palavra de apoio à criança mais capaz: encontrem meios para construir espaço de ação com alunos dotados e talentosos, pistas para localizar a capacidade natural dessas crianças, e algum saber para ajudar a desenvolver apropriadamente esse potencial. Para desenvolver o potencial, a capacidade própria, o melhor e talvez único caminho, é por vias de educação informal, através de vivência real e experiência de vida... Atividades organizadas na escola, em áreas como artes, esporte, ciências, debates, ou monitoria de colegas, não desenvolvem o potencial dos mais capazes. Como uma simples forma de ocupar o tempo, esgota-se logo o interesse, e são abandonadas, ou re-classificadas pela criança como lazer. Não fazem qualquer efeito a longo prazo. Desenvolver o potencial de nossos alunos é tarefa nossa”.


Adquira através da ASPAT: telefone: (35) 3822-3033.

domingo, 6 de maio de 2012

Livro: As representações da mão-de-obra: escravos, imigrantes e trabalhadores nacionais nos discursos dos políticos sanjoanenses (1871-1889)

Lançamento do livro do meu amigo Flávio Raimundo Giarola: As representações da mão-de-obra: escravos, imigrantes e trabalhadores nacionais nos discursos dos políticos sanjoanenses (1871-1889).


No período final do escravismo no Brasil, diversas questões envolveram o processo de substituição da mão-de-obra escrava pelo trabalho livre. O intenso debate visando o término da escravidão colocou em evidência as representações que a elite daquele momento tinha diante de negros, imigrantes e trabalhadores nacionais.
 
O presente livro analisa estas representações, focalizando uma importante cidade de Minas Gerais, durante o século XIX, São João del-Rei. A partir da análise da imprensa desta região, o autor busca entender os meandros do fim do trabalho forçado no Brasil.
 
Deste modo, Flávio Giarola investiga como o racialismo e o racismo do século XIX, a busca pelo progresso, a ressignificação do trabalho manual, dentre outras questões, desempenharam importante papel para a exclusão de negros e nacionais do mercado de trabalho livre e para a consequente opção pelo trabalhador imigrante. Ao mesmo tempo, o autor, ao analisar o caso de São João del-Rei, mostra a complexidade das relações entre práticas e representações, nos moldes da atual História Cultural francesa.